RW-00366.jpg

Eu sou o Lucas, tenho 28 anos, nascido e criado no Brooklin de Sapucaia do Sul.

Pra quem não conhece, famosa Botafogo. 


A tattoo tá no sangue e olha que eu tentei fugir disso. Aos 15, por influência do meu pai e da minha mãe tentei pela primeira vez aprender a tatuar, vi que não era pra mim porque meus trabalhos não ficavam perfeitos.

Dei um jeito na vida, virei a luvinha da campanha do agasalho de São Leopoldo.

Aos 17 ganhei 2 máquinas de um amigo, em troca eu deveria usar ele de tela. Nada saía perfeito, resultado, virei atendente de call center, adivinha?! Não aguentei!

 

Aos 19, depois de me tornar pai, precisava de um emprego, dessa vez, tentaria um lugar mais tranquilo. O que eu achei? UMA METALÚRGICA. Foram 2 anos de muito aprendizado e muito trabalho. Mas novamente por influência do meu pai, resolvi tentar uma última vez a tattoo.


Tatuava no estúdio do meu pai em 2017, quando conheci a Ana (foi ela que me tirou das drogas e da prostituição) e juntos resolvemos que tínhamos que melhorar, fui pra sala dos fundos, no mesmo estúdio do pai e lá fiquei por 2 anos e meio.

Nesse meio tempo, iniciamos as obras de um estúdio novo, quase tudo feito pela gente, nessa empreitada fui pedreiro, “oreia” de pedreiro (pq sempre tem um amigo que manja mais), encanador, eletricista, pintor, serralheiro, marceneiro, montador de móveis e outras profissões, que não sei citar o nome, mas que nem por isso são menos importantes.


Eu faço de tudo um pouco por aqui, sou eu quem escolhe a música, eu que ofereço o café pro cliente, eu que sou o terapeuta por longas horas, eu que adoro zoar de qualquer coisa, mas a minha área mesmo são os projetos e as tattoos.


O que eu curto? Ser estagiário da Ana!

Eu sou a Ana, tenho 35 anos, nasci em Horizontina (sim, fica no Rio Grande do Sul) e moro há 15 anos na região metropolitana.


Sou a mesma que responde algumas dezenas de whats por dia.


Muitas pessoas me fazem essa pergunta: O que tu é? Qual a tua porfissão? O que tu faz no estúdio (além de escravizar o Lucas - hahaha)?


Diferentemente do que já ouvi por aí, onde resumem minha existência a “mulher de tatuador”, sou publicitária por formação, graduada em Publicidade e Propaganda pela Unisinos em 2016/2 e secretária do estúdio por opção.

Sim, eu escolhi.


Em 2017, no mesmo ano em que eu conheci o Lucas, eu larguei meu emprego na empresa onde trabalhei por mais de 7 anos e passei a me dedicar a esse sonho (que se tornou meu) ter um estúdio pra chamar de nosso.

 

Comecei respondendo as mensagens de whats atrasadas, fazia orçamentos (mostrava cada imagem pro Lucas, perguntava tempo e valor) e troquei a agenda de papel por agenda online. Pequenos passinhos.


Implementei a máquina de cartão de crédito - MARCO NA HISTÓRIA. 


E nesses 3 anos aprendi a comprar material, a gerir finanças, a orçar sozinha, a prever tempo e a atender com elegância quem não queria APENAS o trabalho do Lucas, ah, também aprendi a lidar com quem queria pagar de forma não monetária (e olha que não estamos falando em permuta).


Fui motorista para ida e volta em convenções, acompanhei em estudos, em noites em claro criando série de desenho, fui tela, assistente de bancada, destacadora de papel, repositora de tinta. 


Por fim me tornei o que sou hoje, a ESTAGIÁRIA do Lucas 😂😂

IMG_5925.JPG